Rodoviários anunciam greve geral, mas sindicato tentará impedir

    20
    0
    COMPARTILHAR

    Diretores querem evitar multa do TRT e convencer trabalhadores a colocar 70% da frota em funcionamento

    Os rodoviários foram irredutíveis à contraproposta dos empresários e, por voto da maioria, anunciaram, durante Assembleia Geral na manhã deste domingo (7), greve geral a partir da meia-noite. A diretoria do Sindicato, porém, tentará convencer os trabalhadores a colocar 70% da frota em funcionamento para evitar cobrança de multa na ordem de R$ 100 mil, conforme determinado em liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) entregue hoje.

    A direção da entidade sugeriu adiar a paralisação por uma semana e manter as negociações, mas a categoria rejeitou a ideia. Os sindicalistas teriam acertado redução do reajuste salarial preterido – de 20% para 13% – para tentar um acordo, mas as empresas propõem aumento segundo a inflação, de 8.35%. O objetivo era continuar as conversas para alcançar um valor satisfatório.

    Os rodoviários criticaram a ausência de representantes do governo nas mesas de discussão e evocaram os nomes dos ex-governadores Arruda e Agnelo. “O GDF está na arquibancada vendo a gente se digladiar com os empresários”, esbravejou o diretor de comunicação do sindicato, Marcos Jr. Duarte.

    Se consumada, a greve acontecerá por tempo indeterminado, pois não há previsão para nova rodada de negociações. São cerca de 12 mil trabalhadores que devem cruzar os braços a partir de amanhã, se confirmada a paralisação geral.

     

    Fonte: Da redação do Jornal de Brasília