Com segurança reforçada, Beira-Mar vai a julgamento no Rio

    17
    0
    COMPARTILHAR

    Traficante é acusado pela morte de quatro presos em 2012, no presídio de Bangu

    O traficante Luis Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, vai ter escolta até para ir ao banheiro nesta quarta-feira. Ele chega ao Rio de Janeiro durante a manhã, vindo do presídio federal de Catanduvas, sob forte esquema de vigilância para ir a júri popular a partir das 13h no Tribunal do Justiça do Rio de Janeiro por homicídio qualificado contra quatro presos em 11 de Setembro de 2012 no presídio de segurança máxima de Bangu 1, na zona oeste do Rio.

     Foto: AFP
    Traficante é um dos criminosos mais conhecidos do Brasil

    Beira-Mar é acusado de ter liderado uma guerra de facções na ocasião junto a outros 22 presos e um agente penitenciário. Como o processo foi desmembrado, apenas Beira-Mar vai a julgamento hoje. Dez testemunhas de defesa e acusação serão ouvidas pelo juiz, entre elas o traficante Celso Luís Rodrigues, o Celsinho da Vila Vintém.

    O juiz fará o sorteio dos sete jurados na abertura da sessão. Em seguida nomeia-se o réu, seus advogados e os promotores do Ministério Público. Depois o juiz ouve se há requerimento por ambas as partes, constitui o corpo de jurados e dá início ao processo que deve durar toda a tarde. Não há previsão de horário para o término do julgamento

    Memória
    Em setembro de 2002, Fernandinho Beira-Mar comandou uma guerra entre as principais facções que controlam a venda de drogas no Rio de Janeiro. Foram assassinados então Ernaldo Pinto Medeiros, o Uê, Carlos Alberto da Costa, o Robertinho do Adeus, Wanderlei Soares, o Orelha e Elpídio Rodrigues Sabino, o Pidi.

    As forças policiais não divulgaram qual será o efetivo utilizado durante todo o dia, mas o traficante será escoltado pelo Batalhão de Operações Especiais, Grupamento Aeromóvel (helicópteros blindados) e um forte esquema de segurança tanto no caminho entre a Base Aérea do Galeão, onde deve pousar o avião da Polícia Federal, no caminho até o Fórum, no centro do Rio de Janeiro e durante todo o julgamento.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here