“Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” não deu certo no DER

    24
    0
    COMPARTILHAR

    ‘mas nada grave’.

    Se Agnelo Queiroz passou quatro anos “arrumando a Casa”, Rodrigo Rollemberg corre o risco de passar mais quatro anos limpando a mesma Casa.

    Mais um servidor com problemas no que chamamos de “Casa de ferreiro, espeto de pau”. Roberto Leda Saldanha, coordenador de educação no trânsito do DER-DF, deixou o cargo por ter sido multado uma média de 5 vezes por ano.
    Ele colocou o cargo à disposição. Já se prega uma devassa em todas as nomeações. Em janeiro, ainda na lua de mel entre Rollemberg e a população, outro problema semelhante. 
    Antônio Fúcio não assumiu o cargo após divulgarem seu extenso histórico de 50 multas trânsito. O problema é que ele também assumiria uma autarquia que regulamenta o trânsito, o Detran.
    fonte: notibras

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here