Marelli de olho no Centro Administrativo

    34
    0
    COMPARTILHAR

    Marelli:Natal

    A compra dos móveis de escritório para a nova sede administrativa do GDF em Taguatinga ainda vai dar no que falar –  e explicar. A empresa Marelli aparece novamente como favorita para vencer o negócio de quase R$100 milhões. Há tempos a Marelli se utiliza de uma Ata de Registro de Preços que têm  dado ampla vantagem na venda de móveis de escritório (Leia-se: sem licitação). A família (foto) não têm do que reclamar. Ficaram ricos no DF.
    Não é a primeira vez que a empresa se envolve em denúncias. Uma sindicância mostra que houve direcionamento, tráfico de influência e superfaturamento na compra de móveis para o DFTrans. O prejuízo teria sido de R$ 1,36 milhão. Isso porque os itens foram comprados pelo dobro do valor praticado no mercado. A empresa escolhida para o negócio, a Gion Comércio e Representações de Móveis, vendia os produtos da marca Marelli, representada pelo pai do então diretor técnico do DFTrans, Cristiano Dalton Mendes Tavares. Além do sobrepreço, houve a compra de mais móveis do que o necessário. Em 2009, por exemplo, o órgão adquiriu estações de trabalho para o terminal rodoviário de Santa Maria, que ainda não foi construído.
    Fonte: Donny Silva
    COMPARTILHAR
    Artigo anteriorChancerley. De novo?
    Próximo artigoVai ter que negociar

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here