Duplo efeito de uma candidatura Roriz

    15
    0
    COMPARTILHAR
              

    Analistas políticos começam a redesenhar o possível cenário da nova Câmara Legislativa, que será eleita em outubro

    Analistas políticos acreditam que, caso se confirme uma candidatura do ex-governador Joaquim Roriz a distrital, haverá duplo efeito. De um lado, ele poderá alavancar a eleição de nomes desconhecidos do PRTB, partido nanico em que se refugiou. De outro lado, distritais eleitos na base rorizista correm o risco de perder o mandato. Três nomes seriam os mais vulneráveis.

    Quem mais teria a perder

    Abre a fila a hoje pedetista Celina Leão, que ocupou os cargos de secretária da Juventude no governo Roriz e foi chefe de gabinete da hoje deputada federal Jaqueline Roriz, filha do cacique. Tambem correriam risco Wellington Luiz, ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis, eleito na coligação rorizista; Paulo Roriz (PP), sobrinho do ex-governador, que tem como base eleitoral Santa Maria; e Rôney Nemer, com base eleitoral no Recanto das Emas, todas cidades criadas pelo ex-governador. Resta a eles um consolo: pouquíssimos analistas acreditam que a candidatura de Roriz seja mais do que um balão de ensaio.

    Nada de porcaria nas águas

    O distrital Alírio Neto apresentou projeto de lei proibindo que se lancem em rios, ribeirões, córregos, riachos, represas do Distrito Federal efluentes que contenham corantes. Eles estão entre as principais fontes de poluição. E não estão proibidos pela legislação em vigor.

    Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here