Votos que se evaporam na chapa federal

    15
    0
    COMPARTILHAR

     

    Roberto policarpo PT











    O PT brasiliense procurará vitaminar esta semana sua chapa de deputados federais. O desenho passa pela eventual composição de uma só coligação para a Câmara dos Deputados, o chamado “chapão”, mas o problema já está claro. Em relação a 2010, quando a aliança elegeu quatro deputados federais, há o risco de se perderem nada menos do que 516 mil votos, bem mais de um quarto do total. É que devem se evaporar da coligação petista os 266 mil votos de José Antônio Reguffe, os 164 mil de Paulo Tadeu e, ao que tudo indica, os 86 mil de Geraldo Magela, indicado para o Senado. Nada, mas nada mesmo, garante que esse montante de votos permanecerá com o partido, ou mesmo com a aliança.
    Conta não fecha, apesar das dobradinhas 
    Presidente regional do PT, Roberto Policarpo tem costurado alianças — as chamadas dobradinhas — com candidatos a distrital — que lhe devem render substancial incremento à votação alcançada da última vez, pouco superior aos 32 mil votos. Érika Kokay é candidata à reeleição. Mesmo assim, a conta não fecha.

    Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here