TRT julga nesta sexta-feira a legalidade da greve do Metrô/DF Audiência para decidir se a greve é legal ou não ficou para depois do feriado

    16
    0
    COMPARTILHAR

    Audiência para decidir se a greve é legal ou não ficou para depois do feriado

    Passageiros têm que esperar para pegar um dos vagões cheios nas estações de matrô ( Ed Alves/CB/D.A Press)

    Passageiros têm que esperar para pegar um dos vagões cheios nas estações de matrô

    A audiência para decidir sobre a legalidade da greve do Metrô-DF foi marcada para esta sexta-feira (2/4), após o feriado do Dia do Trabalhador (1º/5). Até o momento, a situação dos metroviários não foi decidida e aguarda tramitação de processo no Tribunal Regional do Trabalho. Enquanto isso, apenas metade dos trens opera nas estações do DF.

    A categoria reivindica, principalmente, a correção das distorções salariais do plano de carreira, redução de jornada de trabalho, implantação do plano de previdência, reajuste salarial de 10% para todos os empregados, além de mais segurança.

    Na terça-feira passada (22/4), o TRT advertiu a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) sobre a a necessidade de respeitar a jornada de trabalho de seis horas dos pilotos dos trens, durante a greve dos metroviários. No dia seguinte (23/4), a Secretaria de Administração Pública confirmou, o corte de ponto dos grevistas, na paralisação, de acordo com determinação do governador Agnelo Queiroz.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here