Obras ilegais são removidas de três cidades

    21
    0
    COMPARTILHAR

    Obras ilegais são removidas de três cidades Foto: Flávio Barbosa/SEOPS

    Foram retiradas 39 edificações; maior parte delas estava no setor de chácaras Santa Luzia, na Estrutural

    Foram removidas hoje pela Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) 39 edificações na Estrutural, Samambaia e Recanto das Emas, que foram erguidas em área pública e sem autorização do poder público.

    De acordo com o órgão, o setor de chácaras Santa Luzia, na Estrutural, foi o local com mais construções ilegais. A ação ocorreu uma semana após 16 pessoas serem presas na cidade por invasão de área pública.

    “Os lotes pertencem à Terracap, e todas as obras retiradas foram construídas nas últimas semanas e nenhuma delas estava passível de regularização”, afirmou o subsecretário de Defesa do Solo e da Água da Seops, Nonato Cavalcante.

    Segundo a Seops, os acusados foram liberados para responder ao processo em liberdade somente após pagamento de R$ 1 mil de fiança.

    LEGISLAÇÃO – O Código de Edificações do Distrito Federal determina que toda construção deve ser previamente autorizada pelo governo. Essa licença é emitida pelas administrações regionais, que levam em conta a destinação da área prevista no Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT).

    As construções irregulares, ou seja, as que não estão autorizadas, podem ser removidas mediante notificação com prazo de 30 dias. A lei prevê ainda a criminalização de quem invade ou vende terrenos públicos.
     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here